Pesquisa brasileira que comprova eficácia do uso de células-tronco no tratamento de angina refratária foi apresentada no XVIII Congresso da SBGG